Tratamentos

Oncologia Dermatológica

O câncer de pele é o de maior incidência no mundo. Saber reconhecer qualquer que seja a mancha ou pinta logo no início é fundamental para um diagnóstico precoce e um tratamento de sucesso.

Ele pode se assemelhar a pintas, manchas, feridas que não cicatrizam, pele lesionada, com aparência elevada, avermelhada ou outras lesões benignas. Portanto, para evitar esse tipo de doença, o ideal é que se consulte com frequência com um dermatologista, se possível, pelo menos uma vez ao ano, principalmente pessoas que têm uma pele mais clarinha, quem se expõe muito ao sol, que tem muitas pintas ou quem tem histórico familiar de câncer na família.

– Tipos de câncer

Os tipos de câncer de pele mais comuns são: carcinoma basocelular; carcinoma espinocelular e melanoma maligno.

Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o câncer cutâneo do tipo não melanoma é o que mais cresce, correspondendo a 25% de todos os tumores malignos registrados no Brasil.

– Tratamentos

Felizmente, existem diversas opções de tratamentos, a depender do tipo e a extensão de cada doença. Os mais comuns são:

Cirurgias Excisional – remoção do tumor com um bisturi, e também de uma borda adicional da pele sadia, como margem de segurança;

Curetagem e Eletrodissecção – geralmente usada em tumores menores, promovem a raspagem da lesão com curetagem, enquanto o bisturi destrói as células cancerígenas;

Criocirurgia – promove a destruição do tumor por meio do congelamento com nitrogênio líquido;

Cirurgia a Laser – remove as células tumorais usando o laser de dióxido de carbono;

Terapia Fotodinâmica que é quando o médico aplica um agente fotossensibilizante, como o ácido 5-aminolevulínico na pele lesada.

Novo

Jardim Botânico
Rua Jardim Botânico, 568 - sala 312

Barra da Tijuca
Av. Evandro Lins e Silva, 840 - sala 607

Copacabana
Av. Princesa Isabel, 150 - sala 801